Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto cedida pelo Federal Reserve e tirada em 5 de junho de 2012 mostra Jerome Powell

(afp_tickers)

O presidente Donald Trump informou ao governador do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) Jerome Powell que o escolheu para substituir Janet Yellen à frente do banco central americano, noticiou nesta quarta-feira o jornal The Wall Street Journal.

O jornal citou duas pessoas familiarizadas com o tema, dizendo que Trump conversou com Powell nesta terça-feira para lhe comunicar a decisão.

Caso a indicação seja confirmada pelo Senado, Powell substituirá Yellen quando seu mandato de quatro anos à frente do Fed chegar ao fim em fevereiro. Powell já passou por esse processo de confirmação para se tornar membro da direção do Fed.

Yellen era uma potencial candidata e na manhã desta quarta-feira Trump a qualificou de "excelente". No entanto, ele já havia deixado claro que queria deixar sua marcar em todas as suas nomeações.

Esta será a primeira vez desde o governo de Jimmy Carter, na década de 1970, que um presidente americano não confirma para um novo mandato a um chefe do Fed nomeado pelo antecessor.

Depois de meses de debate público, os analistas dizem que Powell é uma opção intermediária para o presidente, que desejava marcar o fim da era Obama, enquanto os mercados preferiam a continuidade e favoreciam Yellen.

Advogado que não exerce a profissão e que vota com a maioria dos membros do Fed desde que foi designado por Barack Obama em 2012, Powell é visto como um centrista e mais aberto à agenda de desregulação do governo Trump.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP