AFP

Tillerson participa de entrevista coletiva na Nova Zelândia

(afp_tickers)

O secretário de Estado americano, Rex Tillerson, afirmou nesta terça-feira na Nova Zelândia que o presidente Donald Trump pediu que ele ignorasse os problemas em Washington para tentar reconstruir a relação com a Rússia.

O ex-chefe do FBI James Comey deve apresentar no Congresso sua versão, que para muitos seria explosiva, sobre a questão russa nas eleições presidenciais americanas.

Em uma visita a Nova Zelândia, os jornalistas perguntaram a Tillerson se ele pensa que a administração do presidente Trump pode cair por causa do suposto caso de interferência russa nas eleições presidenciais do ano passado.

"O presidente foi claro comigo: 'Não deixe que o que acontece aqui no âmbito político te impeça de fazer seu trabalho nesta relação'", disse.

Tillerson afirmou que não poderia fazer comentários sobre as investigações em andamento, ao destacar que "não estava realmente (...) implicado com o tema".

"O presidente foi claro comigo a respeito do fato de que a Rússia é um importante ator mundial e que hoje em dia nossas relações com a Rússia estão muito prejudicadas", disse.

"O presidente me pediu para começar um processo de compromisso com a Rússia para estabilizar as relações de maneira que não se deteriorem ainda mais", insistiu Tillerson.

Trump deseja que o chefe da diplomacia identifique "temas de interesse comum com os quais talvez poderíamos estabelecer um certo nível de confiança", informou Tillerson.

AFP

 AFP