Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente americano, Donald Trump, chega a Morristown, Nova Jersey, na companhia dos netos, Arabella e Joseph Kushner

(afp_tickers)

O presidente americano, Donald Trump, deixou nesta sexta-feira (4) Washington e a Casa Branca para tirar 17 dias de férias em um dos clubes luxuosos de Golf de que é proprietário.

O presidente decolou às 20H00 GMT (17H00 horário de Brasília) da base aérea Andrews com destino a Morristown (New Jersey), de onde viajará ao Clube Nacional de Golf Trump de Bedminster, situado 70 km a oeste de Nova York.

Está previsto que a Casa Branca passe por reformas durante as férias do presidente.

Desde a sua chegada ao poder, Trump já passou muitos fins de semana em sua residência de Bedminster ou em sua propriedade de Mar-a-Lago, na Flórida, conhecida como "a Casa Branca de inverno", e fechada durante o verão.

De acordo com a imprensa americana, Donald Trump tira mais férias que o seu antecessor Barack Obama, a quem ele criticava constantemente por esse mesmo motivo.

O jornal Washington Post contabilizou os dias que Trump passou em suas residências ou que foi ao golf, e, no final de agosto o presidente terá tido 53 dias de "ócio", frente aos 15 de Barack Obama no mesmo período.

"Abandonarei muito pouco a Casa Branca porque há muito trabalho a ser feito", declarou Trump durante a campanha eleitoral de julho de 2015.

"Não terei tempo de jogar golfe", comentou em agosto de 2016.

Segundo a revista Fortune, os americanos tem uma média de dez dias de férias pagas ao ano.

AFP