Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(8 jun) O relator Herman Benjamin

(afp_tickers)

O juiz Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), votou nesta sexta-feira pela cassação da chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer, reeleita em 2014, por abuso de poder político e econômico na campanha.

"Voto pela anulação da chapa presidencial eleita em 2014 pelos abusos que foram investigados", declarou o ministro Herman Benjamin, relator do caso, ao dar o primeiro dos sete votos no TSE.

Desde a terça-feira, o tribunal examina se a reeleição de Dilma e Temer deveria ser invalidada por financiamento ilegal de campanha.

Temer chegou à Presidência no ano passado, após o impeachment de Dilma, destituída pelo Congresso por manipulação de contas públicas nas chamadas pedaladas fiscais.

Benjamin se opôs à separação das contas de campanha dos dois.

"No Brasil ninguém elege vice-presidente. Elege-se uma chapa, unida, para o bem e para o mal. Os mesmos votos que elegem um presidente, elegem um vice", declarou.

Os outros magistrados devem emitir seus votos quando a sessão for retomada, às 15h00. Analistas acreditam que Temer conseguirá salvar seu mandato por uma estreita margem (4-3), embora sua situação continue precária devido às acusações de corrupção que pesam contra ele.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP