Navigation

TSE boliviano conclui apuração de votos e confirma vitória de Morales

(24 out) Morales discursa para simpatizantes em Cochabamba afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 25. outubro 2019 - 21:53
(AFP)

O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) da Bolívia concluiu nesta sexta-feira (25) seu cômputo das eleições gerais de domingo e confirmou a vitória em primeiro turno do presidente Evo Morales, com mais de 10 pontos de diferença sobre o opositor Carlos Mesa.

A presidente do TSE, María Eugenia Choque, anunciou os números finais: 47,08% para Morales e 36,51% para Mesa. Esse resultado descarta um segundo turno, um pedido dos opositores que denunciam uma fraude oficialista.

Pela lei boliviana, um candidato ganha no primeiro turno se obtiver pelo menos 40% dos votos, com 10 pontos de diferença sobre o segundo.

Mesa já anunciou que não reconhece resultados eleitorais fraudulentos e convocou a oposição a pressionar por um segundo turno, um pedido compartilhado por Brasil, União Europeia, Estados Unidos, OEA, Colômbia e Argentina.

Do outro lado, Cuba, Venezuela e México manifestaram seu apoio ao governo de La Paz e cumprimentaram Morales, no poder desde 2006.

A apuração polêmica do TSE provocou, a partir da segunda-feira, fortes protestos sociais na Bolívia, como a destruição de cinco seções regionais eleitorais e uma greve.

La Paz, Santa Cruz (leste) e Cochabamba (centro) tem registrado confrontos nas ruas quase que diariamente, enquanto em Potosí (sudoeste), Tarija (sul) e Sucre (sudeste) há piquetes em ruas e avenidas.

O vogal do TSE, Idelfonso Mamani, defendeu o processo eleitoral realizado. "Esta sala cumpriu e seguirá cumprindo fielmente a Constituição e as normas jurídicas que orientam nossa função".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.