Navigation

Twitter ordena que funcionários trabalhem de casa para evitar o coronavírus

Funcionários da rede social Twitter receberam a ordem de trabalhar de casa para evitar a pandemia de coronavírus afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 12. março 2020 - 09:09
(AFP)

O Twitter ordenou a seus funcionários ao redor do mundo que trabalhem de casa, em um esforço para conter a pandemia do novo coronavírus.

A plataforma já havia ordenado o "home office" para seus funcionários na Coreia do Sul, Hong Kong e Japão no início do mês. A empresa também suspendeu as viagens de negócios não essenciais e eventos em fevereiro.

"Estamos seguindo além de nossa orientação anterior... e agora informamos a todos os nossos funcionários a nível mundial que devem trabalhar de casa", afirmou em um blog a diretora de Recursos Humanos do Twitter, Jennifer Christie.

"Entendemos que este é um passo sem precedentes, mas este é um período sem precedentes", completou.

Outros gigantes da internet adotaram políticas de proteção para os funcionários.

Google começou a restringir as visitas a seus escritórios no Silicon Valley, em San Francisco e Nova York, enquanto a Apple também estimulou os funcionários a trabalhar de casa.

O Facebook fechou seus escritórios em Singapura e Londres para uma "limpeza profunda" na semana passada, depois que um funcionário que passou pelas duas cidades foi diagnosticado com o vírus.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.