AFP

A empresa de transporte privado revelou no ano passado este projeto, chamado "Elevate" e desenhado para descongestionar o transporte urbano

(afp_tickers)

O Uber anunciou nesta terça-feira uma série de alianças com as quais espera realizar em 2020 as primeiras demonstrações de um sistema futurista de transporte sob demanda utilizando pequenos dispositivos aéreos.

A empresa de transporte privado revelou no ano passado este projeto, chamado "Elevate" e desenhado para descongestionar o transporte urbano através do uso de uma rede de aparelhos elétricos de decolagem vertical (VTOL, em inglês).

Estas máquinas poderiam decolar, aterrissar e ser recargadas em uma rede de "vertiportos" instalados nos terraços de edifícios de estacionamentos nas áreas existentes destinadas aos helicópteros.

Entre os sócios anunciados na terça-feira se encontram as cidades de Dubai e Dallas-Fort Worth, no Texas, que poderiam se tornar as primeiras a acolher este tipo de redes. O Uber trabalhará com a desenvolvedora de imóveis Hillwood, com a qual desenhará e construirá os "vertiportos".

Outros sócios anunciados incluem companhias reconhecidas do setor aeronáutico ou empresas mais novas que já estão trabalhando com VTOL, entre elas o grupo brasileiro Embraer, os americanos Bell Helicopter e Aurora Flight Science e o esloveno Pipistrel Aircraft.

Também figura a empresa ChargePoint, responsável por desenvolver soluções para recarregar as baterias dos aparelhos.

AFP

 AFP