Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As novas sanções incluem a restrição aos bancos públicos russos de operar no mercado financeiro europeu e a proibição à compra e venda de armamento militar.

(afp_tickers)

A União Europeia (UE) adotou formalmente nesta quinta-feira as sanções econômicas contra a Rússia destinadas a castigar e obrigar Moscou a mudar sua política em relação à crise na Ucrânia.

Reunidos em Bruxelas na terça-feira, os embaixadores dos 28 países membros do bloco adotaram novas sanções que incluem a restrição aos bancos públicos russos de operar no mercado financeiro europeu, a proibição à compra e venda de armamento militar, assim como restrições à venda de material com dupla utilização (civil e militar) ou destinados à indústria petroleira russa.

Os europeus também decidiram bloquear os bens de quatro empresários russos ligados ao presidente Putin, acusados de se beneficiar da anexação da Crimeia ou de contribuir ativamente para a desestabilização do leste da Ucrânia.

AFP