A União Europeia (UE) adotou regras semelhantes às impostas nos Estados Unidos a empresas europeias para proteger o acesso a seus projetos de defesa, defendem autoridades europeias em uma carta enviada nesta quinta-feira a Washington.

A carta, da qual a AFP obteve uma cópia, responde às críticas expressas pelo governo Donald Trump em uma missiva enviada no início de maio à chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini.

Os Estados Unidos fizeram um aviso severo à UE sobre seus planos para impulsionar a cooperação europeia na defesa, o que, na sua opinião, poderia interromper décadas de cooperação transatlântica e prejudicar a Otan.

A mensagem, que nas entrelinhas abre a possibilidade ameaça de medidas de represália, alerta sobre as "pílulas envenenadas", incluindo as normas para os países não membros da UE participarem em projetos europeus.

Os europeus rejeitam as acusações e lembram que os critérios utilizados "são semelhantes aos impostos pelos Estados Unidos às empresas europeias que desejam acessar o financiamento público dos EUA para programas de defesa, pesquisa e desenvolvimento".

As críticas dos americanos não são novas, mas, pela primeira vez, são transmitidas por escrito, explicam fontes europeias.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.