Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Foto mostra logos da rede social americana Twitter, em 20 de novembro de 2017

(afp_tickers)

A Comissão Europeia lamentou, nesta quinta-feira, que algumas redes sociais, como Twitter e Facebook, ainda não tenham adaptado suas condições de uso às normas da União Europeia, particularmente em matéria de confidencialidade e de respeito aos direitos dos usuários.

Embora nesta quinta-feira Facebook, Twitter e Google+ tenham publicado alterações nas condições gerais, "apenas cumprem de forma parcial as normas da legislação europeia", disse em nota a Comissão.

O poder executivo da UE comemorou algumas mudanças, que vão permitir, entre outros, que usuários europeus desistam de uma compra online. Os usuários também poderão mover processos em tribunais europeus, em vez de na Califórnia, onde as empresas são sediadas.

Mesmo assim, o Facebook "e sobretudo" o Twitter não cumpriram parte dos problemas de responsabilidade legal e da forma como usuários são avisados de uma eventual retirada de conteúdo, ou encerramento de contrato.

"É inaceitável (...) que isso leve tanto tempo", afirmou Vera Jourova, comissária europeia de proteção aos consumidores.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP