Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump embarca no Air Force One em Maryland, no dia 22 de agosto de 2017

(afp_tickers)

Um terço dos americanos aprova a forma como seu presidente, Donald Trump, reagiu à recente violência em Charlottesville entre militantes de extrema direita e manifestantes antirracismo, segundo uma consulta publicada nesta quarta-feira.

De acordo com o estudo Quinnipiac, 60% dos americanos desaprovam a resposta. Depois de vários dias, ao denunciar o racismo, Trump afirmou que a responsabilidade era compartilhada. Uma mulher morreu atropelada em 12 de agosto por um motorista simpatizante de grupos neonazistas.

A popularidade do presidente caiu em relação à pesquisa publicada na semana passada e diminuiu para 35% de opiniões favoráveis, contra 59% de respostas negativas.

Uma proporção similar (62%) considera que o posicionamento de Trump contribui para dividir mais o país do que uni-lo (31%).

Mas essas cifras escondem uma divisão nitidamente partidária.

Os republicanos aprovam o presidente por ampla maioria (77%), assim como o grupo demográfico que forma o coração de seu eleitorado: eleitores brancos, sem diploma, que o apoiam por 52% contra 40% que desaprovam sua ação.

Sobre os meios de comunicação, alvo recorrente de Trump, uma maioria de americanos (55%) desaprova a cobertura feita do presidente, mas são ainda mais numerosos (62%) os que desaprovam a forma como o descrevem.

A pesquisa foi realizada de 17 a 22 de agosto com 1.514 pessoas e tem uma margem de erro de 3,1 pontos percentuais.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP