Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Cartaz no campo de refugiados rohingyas de Balukhali alerta para a presença de elefantes selvagens

(afp_tickers)

Elefantes selvagens mataram neste sábado quatro refugiados rohingyas, uma mulher e três crianças, que estavam construindo um barraco em plena selva no campo de Balukhali, em Bangladesh, anunciou a polícia local.

Centenas de milhares de rohingyas se refugiaram na região de Cox's Bazar, em Bangladesh, para escapar da violência em Mianmar. Muitos deles estão abandonados a própria sorte e tentam construir barracos fora das zonas de acampamento.

"Foram esmagados por sete ou oito elefantes selvagens, que também feriram duas pessoas", afirmou Afrozul Haq Tutul, vice-comandante de polícia de Cox's Bazar.

As vítimas tentavam construir um refúgio em uma zona de selva na qual os elefantes procuram alimentos.

Esta é a segunda vez em que refugiados rohingyas são atacados por elefantes selvagens. Na primeira, um idoso e uma criança morreram esmagados.

Quase 536.000 rohingyas entraram em Bangladesh para fugir da violência em Mianmar desde 25 de agosto.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP