Navigation

Uruguai apreende mais de 4,4 toneladas de cocaína

Fotografia divulgada pela Marinha do Uruguai dos 4.418 kg de cocaína apreendidos Montevidéu em 27 de dezembro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. dezembro 2019 - 21:24
(AFP)

Um carregamento recorde de mais de 4,4 toneladas de cocaína foi confiscado antes de deixar o porto de Montevidéu, anunciaram as autoridades do Uruguai nesta sexta-feira. O país é cada vez mais usado como ponto de trânsito para África e Europa para drogas produzidas na América Latina.

A Marinha do Uruguai, juntamente com a Direção de Alfândegas, fizeram a separação de quatro contêineres que apresentavam "anomalias" nos controles de imagem com scanner no porto de Montevidéu.

Nos dois primeiros, havia "um total de 4.418 quilos (de cocaína) correspondentes a 4.003 tijolos", de acordo com um comunicado do Comando Geral da Marinha.

O destino da cocaína, escondido em pacotes entre uma carga de farelo de soja, era o porto africano de Lomé, capital do Togo, segundo informações. A origem da droga não foi informada pelas autoridades uruguaias.

Esse procedimento foi descrito pela Marinha como "o maior golpe para o narcotráfico na história do país".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.