Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Maconha medicinal em Los Angeles, Califórnia

(afp_tickers)

O Uruguai começará em julho a vender maconha produzida por empresas privadas sob controle estatal em farmácias, anunciou nesta quinta-feira a Presidência da República.

Em "2 de maio vamos proceder a habilitar o registro de usuários (consumidores individuais)" do país e "no mês de julho vai se fornecer a cannabis nas farmácias", informou o pró-secretário da Presidência e presidente da Junta Nacional de Drogas, Juan Andrés Roballo, em coletiva de imprensa.

Consultado sobre uma data exata do mês de julho, Roballo se limitou a apontar que "nas duas primeiras semanas de julho, nessa altura".

A droga será vendida a 1,30 dólar a grama e cada consumidor poderá comprar um máximo de 10 gramas por semana.

O Uruguai aprovou em 2013 uma lei de Regulação da Cannabis que permite três mecanismos para obter a droga legalmente: o autocultivo em casa, o cultivo cooperativo em clubes e venda de maconha produzida por particulares, controlados pelo Estado através das farmácias.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP