Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Investigadores inspecionam caminhonete branca usada no ataque a pedestres e ciclistas, em Nova York

(afp_tickers)

Cinco de 10 amigos e profissionais argentinos que comemoravam os 30 anos de formatura em uma escola Politécnica de Rosário morreram na terça-feira (31) no atentado de Nova York, um ficou ferido e quatro saíram ilesos.

As vítimas são originárias de Rosário, terceira cidade do país.

- Ariel Erlij (48 anos, falecido):

Foi um dos promotores da viagem. Teve a ideia de fazer uma fotografia com todos os amigos abraçados no aeroporto, vestindo uma camisa branca escrita "Livre". Contribuiu com dinheiro para ajudar na ida de seus companheiros. Era engenheiro e empresário com importantes negócios de produção e venda de artigos da indústria siderúrgica. Vivia em Funes, localidade próxima a Rosário. Era pai de três meninos.

- Alejandro Damián Pagnucco (49 anos, falecido):

Era arquiteto. Deixou uma esposa e três filhos. Era chamado de 'Picho'. Trabalhava em uma empresa vinculada à indústria da construção. Seus amigos e professores recordam que era simpático e piadista.

- Hernán Ferruchi (48 anos, falecido):

Formou-se em Arquitetura na estatal Universidade Nacional de Rosário, uma das mais prestigiadas do país. Entre seus trabalhos mais importantes estão edifícios na exclusiva e remodelada zona do Porto Norte rosarino, às margens do rio Paraná. Deixa uma filha que é aluna da Politécnica.

- Diego Angelini (48 anos, falecido):

Outro arquiteto que trabalhava em um estúdio conhecido na cidade. Pai de quatro filhos e com uma carreira bem-sucedida.

- Hernán Mendoza (48 anos, falecido):

Também graduado em Arquitetura. Representou a Argentina em um Campeonato Sul-americano de Atletismo. Jogou rúgbi na equipe Duendes. Tinha um filho e duas filhas.

- Martín Ludovico Marro (48 anos, ferido):

Reside com sua esposa e os dois filhos em Boston. O grupo o havia visitado nessa cidade. É graduado em Biotecnologia e chefe de projetos em institutos para pesquisa biomédica em Massachussets.

- Iván Brajkovic (ileso):

Diretor de uma empresa de construção. Participou de empreendimentos de obras públicas na província de Santa Fé. Mora em San Lorenza, 30 quilômetros ao norte de Rosário.

- Ariel Benvenuto (ileso):

Arquiteto. Sua esposa Cecilia Piedrabuena revelou à rádio LT8 dados do ataque, de acordo com uma ligação de seu marido: "os 10 estavam de bicicleta, em grupos de dois, conversando. Os que iam pela direita foram atingidos. Sentiu uma acelerada e um veículo passou por cima de seus cinco amigos a 150 km/h".

- Juan Pablo Trevisan (ileso):

É técnico mecânico e supervisor em empresas de manutenção.

- Guillermo Banchini (ileso):

Também é arquiteto e mora nos Estados Unidos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP