Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bandeira da Venezuela em Caracas, no dia 10 de julho de 2017

(afp_tickers)

O poder eleitoral da Venezuela considerou nesta quarta-feira "irresponsável" e "sem fundamento" a denúncia de que houve manipulação do resultado da eleição da Constituinte, feita pela empresa que forneceu a tecnologia para a votação.

"É uma afirmação irresponsável com base em estimativas sem fundamentos no dado manejado exclusivamente" pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE), disse a sua presidente Tibisay Lucena, em resposta à acusação feita nesta quarta, por meio da imprensa, pela empresa Smartmatic.

AFP