Navigation

Viúva de imigrante morto com filha na fornteira dos EUA volta para casa

Tania Vanessa Ávalos, viúva de Óscar Alberto Martínez e mãe da pequena Angie Valeria, os dois salvadorenhos que morreram afogados no Rio Bravo na fronteira entre México e Estados Unidos, retorna a El Salvador, em 28 de junho de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 28. junho 2019 - 23:41
(AFP)

A viúva de Óscar Alberto Martínez e mãe da pequena Angie Valeria, os dois salvadorenhos que morreram afogados no Rio Bravo na fronteira entre México e Estados Unidos, retornou nesta sexta-feira a El Salvador sem os corpos do marido e da filha.

A foto do pai e filha mortos de bruços nas margens do rio Bravo (rio Grande) após uma tentativa de chegar aos Estados Unidos, emocionou a comunidade internacional.

Tania Ávalos, a viúva de 21 anos, chegou do México em um voo comercial no aeroporto internacional de San Salvador. Estava acompanhada de um funcionário consular salvadorenho.

Tânia foi recebida no desembarque pelo vice-chanceler para os salvadorenhos no Exterior, Mauricio Cabrera, e não quis falar com a a imprensa.

Em breve declaração, Cabrera informou que os restos de Martínez e da menina chegarão a El Salvador "nos dias próximos", pois estão sendo transportados por terra do México.

Martinez e a menina morreram afogados no último domingo no Rio Grande, quando tentaram atravessar ilegalmente para chegar aos EUA.

Tania desistiu de cruzar, mas viu quando o marido e a filha eram levados pelas águas do rio até desaparecerem. Os corpos dos dois foram encontrados na manhã do dia seguinte.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.