Navigation

Vinte e dois mortos no 3º dia de ataques israelenses contra Gaza

Família palestina abandona casa após ataque aéreo israelense na cidade de Gaza afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. julho 2014 - 09:57
(AFP)

Pelo menos 22 pessoas, incluindo cinco menores de idade, morreram na madrugada desta quinta-feira em ataques aéreos do exército israelense contra a Faixa de Gaza, informaram fontes médicas.

As mortes elevam a mais de 70 o número de vítimas fatais em Gaza desde o início, na terça-feira, da operação militar israelense "Protective Edge" para deter o lançamento de foguetes a partir deste território palestino.

Várias mortes aconteceram em Khan Yunis, onde um ataque aéreo atingiu um café no qual os clientes assistiam a semifinal da Copa do Mundo entre Argentina e Holanda.

Oito pessoas morreram e 15 ficaram feridas no ataque.

O exército israelense informou que atacou mais de 300 objetivos durante a noite (750 nas últimas 48 horas), na maior operação contra Gaza desde novembro de 2012.

O sistema de defesa aérea israelense interceptou durante a madrugada um foguete lançado a partir da Faixa de Gaza, quando sobrevoava a cidade de Tel Aviv.

O governo do Egito informou que abriu a fronteira com Gaza para receber palestinos feridos na ofensiva aérea israelense.

Os hospitais do norte do Sinai, na fronteira com Gaza e Israel, estão em alerta para receber os palestinos feridos, segundo a agência oficial Mena.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.