AFP

(Arquivo) Foto tirada em 16 de fevereiro de 2015 mostra a diretora do FMI, Christine Lagarde em Bruxelas

(afp_tickers)

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, reconheceu nesta quinta-feira (20) que uma vitória de Marine Le Pen na eleição presidencial francesa poderia criar "uma desordem grave", a qual levaria a um "deslocamento" da União Europeia.

"Isso provocaria, certamente, uma desordem grave e um risco de deslocamento", afirmou Lagarde, ao ser questionada pela rede americana CNBC sobre os riscos de uma crise econômica, caso a líder do partido de extrema direita Frente Nacional ganhe a eleição e decida tirar a França do euro.

O projeto europeu "nos protegeu dos horrores da guerra. Precisamos ter isso em mente", lembrou Lagarde, em paralelo às reuniões do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

"O fato de termos tido quase 70 anos de paz e relações construtivas e amigáveis é uma joia, e isso precisa ser assegurado", insistiu.

AFP

 AFP