AFP

Presidente iraniano, Hassan Rohani, durante pronunciamento na televisão em 20 de maio de 2017

(afp_tickers)

A coalizão dos reformistas e moderados no Irã vai assumir o poder em várias cidades, incluindo Teerã, após as eleições municipais de sexta-feira, celebradas de modo simultâneo à votação presidencial, vencida pelo moderado Hasan Rohani.

Tanto Mashad (nordeste) e Isfahan (centro), segunda e terceira maiores cidades do país respectivamente, como Shiraz e Yazd (sul), Karaj (perto de Teerã) e Zahedan (sudeste) passam ao controle dos reformistas, total ou quase por completo.

Até agora, Mashad e Isfahan eram controladas pelos conservadores, que também governavam Teerã há 14 anos com o prefeito Mohamad Bagher Ghalibaf.

Em Tabriz (noroeste), Qazvin (norte) e Bandar Abas (sul, os reformistas têm maioria.

As mulheres também aumentaram sua presença em cidades como Teerã, onde ocupam seis das 21 cadeiras da assembleia.

Em Ardebil (noroeste), uma reformista foi a mais votada.

Na província de Sistan-Baluchistan (sudeste), rural e tradicional em grande medida, 415 mulheres foram eleitas para os conselhos municipais, contra 185 anteriormente, segundo a agência Irna.

Para o governador Ali Osat Hashemi, citado pela agência, isto é resultado da política do governo, que dá mais importância "ao lugar das mulheres".

Várias mulheres ocuparam o cargo de prefeito ou subprefeito em Sistan-Baluchistan nos últimos anos.

Nesta região, que tem uma grande comunidade sunita, Hassan Rohani obteve 75% dos votos, contra 57% registrados no conjunto do país.

AFP

 AFP