AFP

Avião da companhia EasyJet

(afp_tickers)

A polícia alemã anunciou neste domingo que nenhum explosivo foi encontrado no avião da Easyjet que fez um pouso de emergência no sábado à noite em Colônia, no oeste da Alemanha, por causa de uma "conversa suspeita" ouvida a bordo.

Três passageiros britânicos, com 31, 38 e 48 anos, detidos após o pouso, continuavam a ser interrogados pela polícia. Segundo as autoridades, nenhum deles era conhecido dos serviços de segurança.

Partindo de Ljubljana com destino a Londres, o Airbus A319 fez um desvio depois que passageiros informaram a tripulação "que vários homens falavam de assuntos terroristas", segundo um porta-voz da polícia.

Após o pouso em uma área de segurança do quinto maior aeroporto da Alemanha, por volta das 18h00 (13h00 de Brasília), a Polícia Federal fez desembarcar os 151 passageiros por tobogãs de emergência e isolou uma mochila pertencente aos suspeitos, que agentes do esquadrão anti-bomba fizeram detonar.

Os três homens foram entregues à polícia criminal de Colônia, que os interrogava sobre "suspeitas de planejamento de crime grave contra o Estado", expressão usada para atentados.

A polícia inspecionou o avião com cães farejadores e não encontrou nada.

O tráfego aéreo foi interrompido entre 19h00 e 22h00 (14h00 e 17h00 de Brasília) e 10 voos foram desviados nesse período, enquanto 20 partidas foram adiadas.

Em um comunicado, a EasyJet indicou que o pilotou "decidiu desviar o voo por precaução, a fim de fazer com que a aeronave passasse pelo controle de segurança".

Num contexto de aumento da vigilância depois de vários ataques na Alemanha, as autoridades evacuaram na sexta-feira 3 de junho o maior festival de rock do país, "Rock am Ring", em razão de uma "ameaça terrorista" descartada no dia seguinte.

AFP

 AFP