Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Placa de Wall Street próximo a bandeiras americanas

(afp_tickers)

Sem surpresas vindas do Federal Reserve (Fed), Wall Street fechou em leve alta nesta quarta-feira (11), com seus índices em recorde.

O índice industrial Dow Jones avançou 0,18%, a 22.872,89 unidades, o tecnológico Nasdaq teve alta de 0,25%, a 6.603,55 unidades, e o S&P 500 subiu 0,2%, a 2.555,24 unidades.

Diversos membros do Comitê Monetário do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) estimam que vai ser necessário aumentar as taxas de juros mais uma vez neste ano, segundo as minutas da última reunião.

"Como a reunião tinha sido seguida de uma coletiva de imprensa, não se esperava maiores surpresas", lembrou Mike Bailey da FBB Capital Partners.

Para os investidores, a probabilidade de uma nova alta de taxas em dezembro é alta, e "as atas reforçam essa ideia", acrescentou.

Mesmo sem tirar a atenção da reforma fiscal atualmente avaliada em Washington, os investidores continuaram animados para a temporada de resultados das empresas, principalmente os de grandes bancos, esperados para quinta e sexta-feira.

"Poderia-se pensar que os furacões afetariam a atividade de algumas empresas, mas na realidade poucas publicaram advertências sobre seus resultados", destacou Bailey, lembrando que a economia continua "se comportando bastante bem".

O mercado de títulos estava em alta: o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos recuava a 2,345% até as 20H20 GMT (17H20 de Brasília), contra 2,361% na terça-feira, e o dos títulos a 30 anos a 2,880%, contra 2,895%.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP