Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Placa de Wall Street próximo a bandeiras americanas

(afp_tickers)

Wall Street fechou em alta nesta quarta-feira, estimulada pela evolução do acordo entre governo e Congresso americanos sobre o teto da dívida do país.

O índice Dow Jones teve alta de 0,25%, a 21.807,64 unidades, o tecnológico Nasdaq subiu 0,28%, a 6.393,31 unidades, e o S&P 500 avançou 0,31%, a 2.465,54 unidades.

O presidente Donald Trump e os líderes da oposição democrata anunciaram um acordo para aumentar o teto da dívida do governo até 15 de dezembro e evitar, assim, o risco de uma moratória dos Estados Unidos - algo que nunca aconteceu na história.

Contudo, o essencial continua sendo "que se multipliquem os sinais de melhorias da situação da Europa e dos Estados Unidos, os dados são modestos, mas tendem a ser positivos", disse Maris Ogg, da Tower Bridge Advisors.

O Dow Jones foi particularmente auxiliado pelas altas de petroleiras como a Chevron (+2,15) e a ExxonMobil (+2,07%), com a boa cotação do petróleo em Nova York.

O mercado de títulos estava em baixa: até as 20H20 GMT (17H20 em Brasília), o rendimento dos bônus do Tesouro americano a 10 anos subia a 2,099%, contra 2,060% de terça-feira, e o dos bônus a 30 anos era de 2,720%, ante 2,681% da sessão anterior.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP