Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Bolsa de Nova York

(afp_tickers)

Wall Street fechou em alta nesta quarta-feira (19), batendo novos recortes em todos seus índices impulsionada pela recuperação do petróleo, os bons indicadores nos Estados Unidos e resultados positivos das empresas.

O índice industrial Dow Jones avançou 0,31%, a 21.640,75 unidades, o tecnológico Nasdaq ganhou 0,64%, a 6.385,04 unidades, e o S&P 500 teve alta de 0,54%, a 2.473,83 unidades.

Os investidores viraram a página dos temores em relação às dificuldades políticas que o presidente americano Donald Trump tem enfrentado para executar seu programa econômico.

Os lucros do segundo trimestre de empresas listadas no S&P 500 foram "muito melhores" que o esperado, disse Art Hogan, analista da Wunderlich Securities.

"Isso é o que está ajudando o mercado de ações e é o centro da atenção nesta semana", segundo Hogan.

Entre as empresas que relataram resultados positivos, se destacou o banco de investimentos Morgan Stanley, que teve alta de 3,3% em Wall Street após anunciar que os lucros no segundo trimestre aumentaram 11,4%.

Os indicadores do mercado imobiliário americano também estimularam os bons indicadores do mercado, assim como a alta do petróleo que favoreceu o setor energético.

O mercado de títulos recuou. Às 20H30 GMT (17H30 em Brasília), o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos avançava a 2,266%, contra 2,259% de terça-feira, e os bônus a 30 anos subiam a 2,849% contra 2,846%.

AFP