Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Placa de Wall Street próximo a bandeiras americanas

(afp_tickers)

Wall Street fechou em alta nesta terça-feira, com o mercado beneficiado pelas recentes quedas de preços e redução da inquietação políticos em Washington e das tensões entre Estados Unidos e Coreia do Norte.

O índice industrial Dow Jones avançou 0,9%, a 21.899,89 unidades, com sua melhor alta diária desde abril. O tecnológico Nasdaq teve alta 1,36%, a 6.297,48 unidades, e o S&P 500 subiu 0,99%, a 2.452,51 unidades.

Os três índices tiveram bons resultados, assim como outras praças mundiais, numa sessão relativamente tranquila após a onda de polêmicas em torno do presidente Donald Trump.

"As pessoas parecem menos preocupadas com a incerteza política, e há chances menores de uma guerra com a Coreia do Norte", disse Nathan Thooft, diretor da Manulife Asset Management. "Os fundamentos (da economia) continuam bastante bons", completou.

A petroleira Chevron avançou 0,6% depois que o jornal The Wall Street Journal informou seu diretor-executivo planeja anunciar a saída do cargo no mês que vem. O favorito para a sucessão é o vice-presidente executivo Mike Wirth, mas ainda não foi dada a palavra final, já que o processo ainda está em discussão, segundo o veículo.

A Monsanto teve alta de 0,3% após a Comissão Europeia anunciar uma profunda investigação sobre sua venda para o grupo farmacêutico e agroquímico alemão, pois a fusão pode afetar a concorrência em insumos agrícolas.

Até as 20H30 GMT (17H30 em Brasília) o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subia a 2,216%, contra 2,182% de segunda-feira. O dos bônus a 30 anos avançava a 2,786%, ante 2,763% da véspera.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP