Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Placa de Wall Street próximo a bandeiras americanas

(afp_tickers)

Wall Street fechou em alta nesta segunda-feira, estimulada pela perspectiva de uma redução das regulamentações para alguns bancos regionais.

O índice industrial Dow Jones teve alta de 0,07%, a 23.439,70 unidades, o tecnológico Nasdaq avançou 0,10%, a 6.757,60 unidades, e o S&P 500 se valorizou 0,10%, a 2.584,84.

Segundo a imprensa americana, republicanos e democratas concordam, no Senado, em aplicar uma vigilância menos minuciosa do Federal Reserve (Fed, o Banco Central do país) a alguns bancos regionais. Esse acordo modifica normas sobre as atividades financeiras impostas pela lei Dodd Frank, sancionada após a crise de 2008.

"Há uma série de regras tolas na regulamentação Dodd Frank. Notoriamente, tentam apagar as mais evidentes", opinou Maris Ogg, da Tower Bridge Advisors.

A notícia atenuou a queda abrupta de 7,17% sofrida pelo conglomerado General Electric (GE) - um dos pilares do Dow Jones. O mercado puniu a GE após ter anunciado um rígido plano de austeridade que implicará, entre outros, na redução de 20 bilhões de dólares em ativos, na eliminação de diversos setores e no corte dos dividendos aos acionistas.

O mercado de títulos recuou: o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subiu a 2,400%, contra 2,376% de sexta-feira, e o dos papéis a 30 anos avançou a 2,869%, ante 2,860% da sessão anterior.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP