Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Placa de Wall Street próximo a bandeiras americanas

(afp_tickers)

Wall Street acompanhou as bolsas europeias e fechou em baixa nesta quinta-feira, com acionistas preocupados com as políticas monetárias das maiores economias do mundo e com o alto valor das ações americanas.

O índice industrial Dow Jones teve queda 0,78%, a 21.287,03 unidades. O tecnológico Nasdaq caiu 1,44%, a 6.144,35 unidades. O S&P 500 teve baixa de 0,86%, a 2.419,70 unidades.

As tecnológicas Apple, Facebook e Microsoft perderam cerca de 1,5% cada uma.

Declarações do Banco da Inglaterra e do Banco Central Europeu sinalizando um possível endurecimento da política monetária influenciaram negativamente o mercado.

Além disso, há também a preocupação de um recuo do mercado, após ter atingido marcas inéditas neste ano.

"A valorização é a principal preocupação e faz tempo que não acontece uma correção", disse Hugh Johnson, da Hugh Johnson Advisors.

Apesar das baixas na maioria dos setores, as ações de bancos cresceram, beneficiadas pela autorização pelo Federal Reserve (Fed) aos bancos para distribuírem os dividendos após os testes de resistência anuais.

Bank of America, Citigroup e Wells Fargo tiveram mais de 1,5% de alta cada.

O rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos fechou em alta, a 2,268% contra 2,228% de quarta-feira. Os bônus a 30 anos ficaram em 2,817%, contra 2,781% da última sessão.

AFP