AFP

Wall Street, perto do prédio da Bolsa de Nova York, em 9 de novembro de 2016

(afp_tickers)

Wall Street sofreu sua maior queda nesta quarta-feira desde as eleições americanas de novembro devido ao acúmulo de problemas em torno do presidente Donald Trump.

O índice industrial Dow Jones caiu 1,78% (372,82 pontos), fechando com 20.606,93 unidades, enquanto o tecnológico Nasdaq recuou 2,57% (158,63 pontos), a 6.011,24 unidades. O S&P 500 caiu 1,82%, a 2.357,03 unidades.

"Temos provavelmente um mercado que está bastante caro e busca um catalizador para corrigir isso. As últimas notícias são uma boa razão para retroceder", disse Jack Ablin, da BMO Private Bank.

Trump, centro de várias polêmicas, é suspeito de obstruir a justiça e de revelar à Rússia informações secretas fornecidas por seu aliado Israel.

As expectativas de cortes de impostos e outros estímulos econômicos "mudaram significativamente" após essas notícias negativas para o governo, disse Alexander Kazan, da empresa de análise Eurasia Group.

"Agora há muito mais incerteza acerca do futuro da agenda dos republicanos no Congresso", acrescentou.

No mercado de títulos, às 20H20 GMT o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos caiu para 2,219% contra 2,323% de terça-feira e o dos papéis a 30 anos recuou para 2,906% contra 2,992% da véspera.

AFP

 AFP