Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O Dow Jones cedia 0,20% e o Nasdaq 0,94%.

(afp_tickers)

Wall Street fechou com queda acentuada nesta quinta-feira em reação a diversos fatores, como os dados fracos da zona do euro, a moratória da Argentina e os resultados decepcionantes no mundo corporativo.

O Dow Jones Industrial Average teve queda de 317,06 pontos (-1,88%), a 16.563,30 unidades. O índice ampliado S&P 500 recuou 39,40 pontos (-2%), a 1.930,67 unidades, maior queda em sete semanas. O tecnológico Nasdaq Composite Index caiu 93,13 pontos (-2,09%), a 4.369,77.

O pessimismo em Nova York deu continuidade ao dia de queda nas principais bolsas da Europa. O índice alemão DAX recuou aproximadamente 2%, e as bolsas de Londres e Paris sentiram o impacto dos dados econômicos da zona do euro, que vive o risco da deflação. Analistas apontam ainda a moratória na Argentina e os tímidos resultados das empresas.

"Não há um único fator que possa ser apontado. Foi um acúmulo de preocupações que resultou na queda hoje", explicou Michael James, da Wedbush Securities.

O mercado de títulos teve resultados mistos. O rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subiu 2,56%, em comparação aos 2,55% de quarta-feira. O rendimento dos bônus a 30 anos ficou manteve-se em 3,31%.

AFP