Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Wall Street abre em baixa

(afp_tickers)

Wall Street fechou nesta segunda-feira (16) em níveis recordes graças à valorização do setor bancário gerada pela expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) aumente as taxas de juros americanos.

Os três principais índices fecharam em valores inéditos. O índice industrial Dow Jones teve alta de 0,37%, a 22,956,96 unidades, o tecnológico Nasdaq subiu 0,28%, a 6.624,00 unidades, e o S&P 500 avançou 0,18%, a 2.557,64 unidades.

O mercado ficou animado com declarações da presidente do Fed Janet Yellen que no domingo estimou que a inflação vai subir, e, com isso, aumenta a possibilidade de que a entidade aumente as taxas em dezembro.

Uma alta das taxas é uma boa notícia por os bancos, Por isso, nesta segunda, o Bank of America avançou 1,6%, JPMorgan Chase ganhou 2,1%, Morgan Stanley, 1,33%, e Goldman Sachs, 1,63%.

A Apple também foi uma das vencedores da sessão. Teve alta de 1,8% pouco após conhecer informes favoráveis sobre a empresa formulados por analistas da agência de investimentos da KeyBanc and Pacific Crest.

O mercado de títulos retrocedeu. O rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subia a 2,3% contra 2,274% de sexta-feira e o dos títulos a 30 anos aumentava a 2,818% contra 2,805%.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP