Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Placa de Wall Street próximo a bandeiras americanas

(afp_tickers)

Os índices S&P 500 e Nasdaq alcançaram novos recordes nesta sexta-feira em Wall Street, que fecha um terceiro trimestre sólido, à espera de uma redução dos impostos nos Estados Unidos.

O índice industrial Dow Jones teve alta de 0,11%, a 22.405,09 unidades. O tecnológico Nasdaq avançou 0,66%, fechando a inéditas 6.495,96 unidades, e o S&P 500 subiu 0,11%, com pontuação histórica de 2.519,36 unidades.

O índice que agrupa as empresas do setor tecnológico no S&P 500 foi o que mais avançou, ao registrar uma alta de 0,75%.

Grandes empresas tiveram bom desempenho: Apple avançou 0,55%, Alphabet (matriz da Google), 1,01%, Facebook, 1,23%, Netflix, 0,36% e Amazon, 0,52%.

O mercado está animado com a proposta do presidente Donald Trump enviada ao Congresso para reduzir a carga tributária sobre pessoas físicas e jurídicas.

"Em termos gerais, o mercado conseguiu contrariar estatísticas históricas, segundo as quais setembro é um dos piores meses do ano", disse David Levy, analista de Commonwealth Foreign Exchange.

Desde o fim de agosto, o Dow teve alta de 2,08%, o Nasdaq, de 1,05% e o S&P 500, de 1,93%.

Analistas estimam que as empresas listadas no S&P 500 relataram uma alta de lucros de 4,2% no terceiro trimestre, segundo Factset. A temporada de resultados de empresas vai começar em duas semanas.

O mercado de títulos estava incerto. Até as 20H20 GMT (17H20 em Brasília), os bônus do Tesouro americano a 10 anos subiam a 2,328%, contra 2,309% de quinta-feira, e o dos bônus a 30 anos caíam a 2,864%, contra 2,871% da véspera.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP