Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, em Washington DC, em 5 de setembro de 2017

(afp_tickers)

A Casa Branca rejeitou categoricamente nesta segunda-feira as acusações de Pyongyang segundo as quais o presidente Donald Trump teria, por meio de suas palavras, "declarado guerra" à Coreia do Norte.

"Não declaramos guerra à Coreia do Norte e, francamente, uma tal sugestão é absurda", declarou a porta-voz da presidência americana, Sarah Huckabee Sanders.

Mais cedo, o chefe da diplomacia norte-coreana, Ri Yong-Ho, acusou Trump de "declarar a guerra" contra seu país e advertiu que derrubará os bombardeiros americanos que se aproximarem de seu litoral, aumentando ainda mais as tensões sobre o programa de armas nucleares de Pyongyang que Washington busca frear.

Estados Unidos e Coreia do Norte têm trocado insultos e ameaças há uma semana, quando o presidente americano advertiu em seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas que ia "destruir totalmente" a Coreia do Norte em caso de ataque.

Sanders também rejeitou a sugestão de Ri de que Pyongyang tem direito de derrubar aviões americanos perto do espaço aéreo norte-coreano.

"Nunca é apropriado que um país derrubar aviões de outro país quando estão sobre águas internacionais", disse.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP