AFP

Membros da polícia francesa após fazerem busca na casa de um dos dois detidos em Marselha, em 18 de abril de 2017

(afp_tickers)

Os Estados Unidos renovaram nesta segunda-feira seus alertas para o risco de atentados "terroristas" na Europa após os ataques das últimas semanas na França, na Rússia, na Suécia e no Reino Unido.

O Departamento de Estado publica regularmente alertas destinados aos americanos que moram ou viajam para o exterior. O serviço consular do Ministério das Relações Exteriores dos EUA atualizou os alertas referentes à Europa, já que o último era de 31 de maio de 2016, durante a Eurocopa de futebol na França.

"O Departamento de Estado adverte os cidadãos americanos sobre a ameaça contínua de ataques terroristas na Europa", previne a diplomacia em um comunicado, mencionando "os últimos incidentes em França, Rússia, Suécia e Reino Unido".

Isso "demonstra que (os grupos) Estado Islâmico (EI), Al-Qaeda e suas facções têm a capacidade de prever e perpetrar ataques terroristas na Europa", informou o Departamento de Estado.

Os Estados Unidos estão preocupados com atentados contra "lugares turísticos, meios de transporte, centros comerciais, hotéis, clubes, restaurantes, lugares de culto, parques, eventos públicos, escolas, aeroportos" que podem ser alvos de "armas de fogo, explosivos, veículos e armas brancas".

AFP

 AFP