Navigation

Zuckerberg diz que Facebook é uma força 'positiva' apesar dos problemas

Apesar da onda de escândalos, o Facebook obteve um lucro recorde de 22 bilhões de dólares em 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. fevereiro 2019 - 23:04
(AFP)

Mark Zuckerberg disse nesta segunda-feira que vê o Facebook como uma força majoritariamente "positiva" para a sociedade, apesar dos escândalos que rodeiam a rede social, que está completando 15 anos.

Embora sua empresa enfrente uma onda de críticas por denúncias de manipulação, desinformação, abuso e outros males sociais, Zuckerberg disse que seria um erro "enfatizar demais os impactos negativos" das redes sociais e da Internet.

O cofundador e CEO do Facebook afirmou que vê profundas mudanças sociais "à medida que as redes de pessoas conectadas através da internet vão substituindo as hierarquias tradicionais e remodelam as instituições, desde governos até empresas e meios".

"Embora qualquer mudança social rápida gere incerteza, acredito que o que estamos vendo é pessoas adquirindo mais poder e uma tendência a longo prazo de dar forma à sociedade para que seja mais aberta e responsável com o tempo", argumentou em uma publicação em sua página do Facebook.

Ele disse que sua empresa e outras redes sociais mudaram a forma como as pessoas interagem com suas comunidades e instituições.

"Se os últimos 15 anos foram de pessoas construindo estas novas redes e começando a ver seu impacto, os próximos 15 anos serão de gente usando seu poder para refazer a sociedade de formas que podem ser profundamente positivas nas próximas décadas".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.