Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Agricultura e metanol

Por

Governo brasileiro sugere ao ministro suíço Joseph Deiss a utilização do metanol no combustível para veículos.

(Keystone)

O Brasil quer propor uma exceção nas negociações agrícolas para alguns países, entre eles a Suíça.

A proposta foi formulada pelo ministro brasileiro da Agricultura, Roberto Rodrigues, no primeiro encontro político em Brasília da delegação suíça chefiada pelo ministro Joseph Deiss e composta por 25 empresários de diversos setores.

Esse primeiro encontro teve um significado especial na medida em que o Brasil e a Suíça terão posições antagônicas na reunião ministerial da OMC, em Cancun, no Méximo, de 10 a 14 próximos.

Não exportadores

O Brasil e o grupo de Cairns (exportadores) defendem maior abertura dos mercados americano e europeu para seus produtos agrícolas. A Suíça alinha-se às posições da UE e dos EUA.

O ministro brasileiro explicou a swissinfo que esteve recentemente num encontro de cooperativas internacionais na Noruega e constatou que vários países têm uma estrutura agrícola similar à da Suíça.

São países, segundo ele, que praticamente não exportam e subvencionam seus produtores para abastecer cerca de 60% do mercado interno, importando os restantes 40%. Esses países, portanto, não criariam distorções no mercado de produtos agrícolas

Além da Suíça, Noruega, Coréia do Sul e Japão estariam na mesma situação, afirma o ministro brasileiro.

“Não queremos o fim dos agricultores e compreendemos que eles precisam de subvenções diretas”, afirmou o ministro Roberto Rodrigues a swissinfo, “mas achamos que eles podem baixar as tarifas de importação para os produtos que não produzem.”

combustível incomoda

O ministro brasileiro disse que vai propor ao grupo de Cairns, antes da cúpula da OMC, uma cláusula de exceção para esses países.

“Não sabemos o que isso vai dar mas seria uma proposta interessante para a Suíça”, reagiu o ministro Joseph Deiss.

Outro assunto abordado foi a eventual possibilidade do Brasil de exportar álcool à Suíça para ser misturado na gasolina.

A idéia surgiu de uma conversa informal, meses atrás, entre o ministro Roberto Rodrigues e o embaixador da Suíça no Brasil, Jürg Leutert, e agora foi apresentada ao ministro Deiss, que pediu tempo para analisar a proposta.

Swissinfo, Claudinê Gonçalves em Brasília

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×