Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Agricultura genética seria mais cara

A produção de alimentos a partir de mutações genéticas (OGM) sairia mais cara para toda a sociedade. A conclusão é de estudo divulgado pelo WWF, Fundo Mundial pela Natureza. Ecologistas, consumidores e agricultores pedem moratória no comércio dos OGM.

Agricultores, ecologistas e consumidores pedem moratória no uso comercial das OGM, organismos geneticamente modificados, na produção de alimentos. Associações bastante representativas apóiam-se em argumentos técnicos, ecológicos e econômicos. Há debate sobre o assunto no país, onde os OGM ainda não foram autorizados.

Estudo divulgado terça-feira, 09/5, pela seção suíça do WWF, Fundo Mundial pela Natureza, concluiu que os alimentos geneticamente modificados custariam muito mais caro para a sociedade.

O estudo dos custos foi realizado pelo Instituto Ernst Basler et Parner e considera três cenários diferentes: renunciar ao uso dos OGM, utilizá-los com moderação (opção defendida pelo governo) e liberalização. 6 produtos foram analisados (4 cereais, leite e carne).

A conclusão é que os ganhos obtidos pela não utilização de inseticidas seriam ultrapassados pelas medidas de controle, administração, informação da opinião pública e pesquisa científica.

Para Fernand Couche (agricultor, deputado do Partido Verde e presidente da União Suíça de Agricultores), autorizar o plantio dos OGM teria "conseqüências totalitárias" porque o transporte de pólen pelo vento e pelos insetos atingiria mesmo as culturas com métodos tradicionais ou biológicos, criando cruzamentos indesejáveis.

Outro argumento de produtores e consumidores é que os custos de produção na Suíça são mais altos e a única possibilidade de exportação é produzir com alta qualidade, de maneira biológica, o que seria incompatível com o uso dos OGM.

swissinfo com agências

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.