Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

AIDS ameaça o desenvolvimento

Países membros do FMI e do Banco Mundial, entre os quais a Suíça, priorizam combate à AIDS depois de constatarem que a doença representa ameaça para o desenvolvimento em geral. Prioriza também o desendividamento dos países mais pobres.

Reunida em Washington, a Comissão conjunta do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial para questões de desenvolvimento estimou necessário reforçar o luta contra a AIDS. Essa doença fatal não é apenas considerada uma tragédia, como também uma ameaça. Atingindo principalmente jovens, a AIDS freia o desenvolvimento humano, social e econômico.

Segundo o ministro suíço da Economia, Pascal Couchepin (foto) que participou da reunião, o Banco Mundial deveria deixar à ONUAIDS (órgão das Nações Unidas) o combate à enfermidade, fornecendo porém o apoio necessário.

A mesma comissão do FMI e do Banco Mundial debateu projeto de desendividamento dos países mais pobres, apoiado pela Suíça que decidiu colocar na bandeja mais 50 milhões, além dos 40 já prometidos.

Para o ministro Couchepin o Banco Mundial deve ajudar os países em desenvolvimento a participarem do comércio mundial. Nesse sentido a Suíça estaria estudanto possibilidade de suprimir barreiras para têxteis e produtos agrícolas.

swissinfo com agências.


Le ministre suisse de l'économie Pascal Couchepin a prononcé un plaidoyer en
faveur de la réduction de la dette des pays en développement, au terme des
réunions du FMI et de la Banque mondiale. ·
·

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.