Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Ajuda ao desenvolvimento

Programa de ajuda a menores carentes no Peru.

(Keystone)

Governo pede ao parlamento suíço a liberação de 662 milhões de dólares para programas especiais de ajuda ao desenvolvimento.

As verbas serão utilizadas para combater a pobreza através de iniciativas econômicas e comerciais.

O dinheiro no caixa está acabando. Até junho de 2003, as verbas empregadas em programas especiais de desenvolvimento de países pobres, solicitadas em 1996, estarão esgotadas. Por isso o governo federal entregou quinta-feira (21.11) oficialmente ao Parlamento o pedido autorizando um crédito de 662 milhões de dólares, para serem utilizados nos próximos cinco anos.

Essa verba corresponde a 15% da ajuda dada pela Suíça a países em desenvolvimento. Os programas de apoio, concentrados sobretudo nos setores econômicos e comerciais, beneficiarão países considerados "prioritários" como Egito, Burkina Fasso, Gana, Moçambique, Tanzânia, Jordânia, Marrocos, África do Sul, Tunísia, Peru, Bolívia, China, Índia, Vietnã e Indonésia.

Ajuda ao mercado financeiro

O dinheiro será gasto durante cinco anos e dividido segundo o tipo de ajuda. Cerca 201 milhões de dólares serão empregados no apoio ao orçamento dos países, aos seus mercados financeiros e também ao processo de pagamento das suas dividas. 116 milhões de dólares serão destinados à integração dos países no comercio mundial, incluindo ai a transferência de tecnologias.

Apoio à pequena e média empresa

Cerca de 184 milhões de dólares serão dados como ajuda técnica para o setor privado dos países que participam desse programa. Nesse caso, sobretudo pequenas e médias empresas devem ser apoiadas.

Mais de 122 milhões de dólares serão investidos na montagem de estruturas sociais e econômicas através de crédito dado pelo governo e bancos suíços. Do dinheiro que sobra, 23 milhões de dólares vão para programas de crédito e 20 milhões para medidas diversas.

O programa está dentro da estratégia de 2002-2006 do governo suíço e sua atuação no combate à pobreza. Seu ponto forte é o reforço do setor privado.

Dinheiro será aprovado até fevereiro

O pedido entregue ao parlamento suíço será aprovado até fevereiro de 2003, podendo sofrer modificações.

swissinfo com agências

×