Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

AL estará presente no Festival de Locarno

A "Piazza Grande", é a principal sala de exibição dos filmes no Festival Internacional de Cine de Locarno. (Buzzini)

O 56o Festival Internacional de Cinema de Locarno, um dos mais importantes eventos do gênero na Suíça, apresentou hoje seu programa. Dentre os filmes da mostra, muitos filmes cubanos, argentinos e brasileiros.

As temáticas desse ano serão música e os direitos humanos.

Um dos festivais cinematográficos europeus mais importantes ocorrerá entre 6 a 16 de agosto em Locarno, uma cidade localizada no cantão Tessino, de língua italiana. Seu programa exibe um rico repertório do cinema de ficção e documentários.

O retorno de Jean Luc Godard

A “Piazza Grande” é o espaço ao ar livre onde serão exibidas em telão os filmes da mostra competitiva e obras de nostalgia. Dentre elas destacam-se um musical de Vicent Minelli, em homenagem aos 100 anos de nascimento do cineasta, e o lendário “Casanova”, de Federico Fellini.

O conhecido cineasta suíço Jean Luc Godard assistirá a projeção da sua película “Forever Mozart”, marcando assim seu retorno ao público depois de alguns anos de silêncio.

O diretor britânico Ken Loach receberá o troféu “Leopardo de Honra” por sua trajetória cinematográfica.

Outra obra que será exibida é o “Holiday”, do diretor George Cukor. Seu destaque é a atriz, recentemente falecida, Katharine Hepburn.

Os filmes da mostra competitiva

Neste ano, 20 filmes concorrem entre si para receber o “Leopardo de Ouro”. Eles representam 17 países.

Dentre eles destacam-se o “Au sud des nuages” (Ao sul das nuvens), do diretor suíço Jean-Francois Amiguet; “Dependência sexual”, do diretor boliviano Rodrigo Bellot, e “Los guantes mágicos”, do argentino Martin Rejtman.

No concurso de vídeo, o jurado contará com a participação da cubana Alquimia Peña, diretora da Fundação do Novo Cinema Latino-americano. O programa tem uma participação numerosa de realizadores argentinos: um destaque é a obra “Cantata de las cosas solas”, do realizador Willy Behnisch, e o vídeo brasileiro “Morte densa”, do diretor Jurandir Muller.

Outras seções

“Leopardos do amanhã” é o troféu que será dado para jovens realizadores de filmes de curta e média duração. Nessa categoria estarão se apresentando, sobretudo, alunos das escolas de cinema de Zurique, Lausanne, Genebra e Lugano.

A seção “In progress” tem a função de manter um diálogo entre o cinema e outras manifestações artísticas. No ano passado, essa ponte foi feita com escritores.

Neste ano, o encontro será feito entre cineastas e músicos. Ao todo, cinco compositores estarão presentes com suas trilhas sonoras, destacando-se o italiano Ennio Morricone e o americano David Robbins.

Portas abertas

“Portas Abertas” é uma ação dos organizadores do Festival de Locarno e a Agência Suíça de Desenvolvimento e Cooperação (COSUDE) para apoiar o cinema em países que passam atualmente por um período de crise.

Esse ano, Cuba é o país escolhido para o programa. Dez cineastas cubanos foram convidados a vir a Locarno.

Para finalizar a programação do festival, os organizadores irão homenagear o escritor suíço Friederich Dürrenmatt através da exibição de vários filmes baseados nas suas obras, dentre eles o “A promessa”, do diretor Sean Penn; “A noite mais bela da minha vida”, do diretor italiano Ettore Scola” e a versão senegalesa do livro “A visita da velha senhora”.

swissinfo, Lupita Avilles em Locarno
tradução de Alexander Thoele


Links

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×