Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

AL estará presente no Festival de Locarno

A "Piazza Grande", é a principal sala de exibição dos filmes no Festival Internacional de Cine de Locarno. (Buzzini)

(A "Piazza Grande", é a principal sala de exibição dos filmes no Festival Internacional de Cine de Locarno. (Buzzini))

O 56o Festival Internacional de Cinema de Locarno, um dos mais importantes eventos do gênero na Suíça, apresentou hoje seu programa. Dentre os filmes da mostra, muitos filmes cubanos, argentinos e brasileiros.

As temáticas desse ano serão música e os direitos humanos.

Um dos festivais cinematográficos europeus mais importantes ocorrerá entre 6 a 16 de agosto em Locarno, uma cidade localizada no cantão Tessino, de língua italiana. Seu programa exibe um rico repertório do cinema de ficção e documentários.

O retorno de Jean Luc Godard

A “Piazza Grande” é o espaço ao ar livre onde serão exibidas em telão os filmes da mostra competitiva e obras de nostalgia. Dentre elas destacam-se um musical de Vicent Minelli, em homenagem aos 100 anos de nascimento do cineasta, e o lendário “Casanova”, de Federico Fellini.

O conhecido cineasta suíço Jean Luc Godard assistirá a projeção da sua película “Forever Mozart”, marcando assim seu retorno ao público depois de alguns anos de silêncio.

O diretor britânico Ken Loach receberá o troféu “Leopardo de Honra” por sua trajetória cinematográfica.

Outra obra que será exibida é o “Holiday”, do diretor George Cukor. Seu destaque é a atriz, recentemente falecida, Katharine Hepburn.

Os filmes da mostra competitiva

Neste ano, 20 filmes concorrem entre si para receber o “Leopardo de Ouro”. Eles representam 17 países.

Dentre eles destacam-se o “Au sud des nuages” (Ao sul das nuvens), do diretor suíço Jean-Francois Amiguet; “Dependência sexual”, do diretor boliviano Rodrigo Bellot, e “Los guantes mágicos”, do argentino Martin Rejtman.

No concurso de vídeo, o jurado contará com a participação da cubana Alquimia Peña, diretora da Fundação do Novo Cinema Latino-americano. O programa tem uma participação numerosa de realizadores argentinos: um destaque é a obra “Cantata de las cosas solas”, do realizador Willy Behnisch, e o vídeo brasileiro “Morte densa”, do diretor Jurandir Muller.

Outras seções

“Leopardos do amanhã” é o troféu que será dado para jovens realizadores de filmes de curta e média duração. Nessa categoria estarão se apresentando, sobretudo, alunos das escolas de cinema de Zurique, Lausanne, Genebra e Lugano.

A seção “In progress” tem a função de manter um diálogo entre o cinema e outras manifestações artísticas. No ano passado, essa ponte foi feita com escritores.

Neste ano, o encontro será feito entre cineastas e músicos. Ao todo, cinco compositores estarão presentes com suas trilhas sonoras, destacando-se o italiano Ennio Morricone e o americano David Robbins.

Portas abertas

“Portas Abertas” é uma ação dos organizadores do Festival de Locarno e a Agência Suíça de Desenvolvimento e Cooperação (COSUDE) para apoiar o cinema em países que passam atualmente por um período de crise.

Esse ano, Cuba é o país escolhido para o programa. Dez cineastas cubanos foram convidados a vir a Locarno.

Para finalizar a programação do festival, os organizadores irão homenagear o escritor suíço Friederich Dürrenmatt através da exibição de vários filmes baseados nas suas obras, dentre eles o “A promessa”, do diretor Sean Penn; “A noite mais bela da minha vida”, do diretor italiano Ettore Scola” e a versão senegalesa do livro “A visita da velha senhora”.

swissinfo, Lupita Avilles em Locarno
tradução de Alexander Thoele


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.