Navigation

Alinghi perde a Copa América

Alinghi não pode repetir vitoria de 2007, em Valência Reuters

O sindicato suíço perdeu domingo (14) a Copa América de vela, em Valência, que vencera nas últimas duas edições da mais prestigiosa das regatas.

Este conteúdo foi publicado em 14. fevereiro 2010 - 21:00

A Copa América deste ano deveria ser disputada na melhor de três resgatas. Os norte-americanos da BMW Oracle ganharam sexta-feira e domingo e, portanto, levam a copa para os Estados Unidos, 15 anos depois.

Os ventos fracos obrigaram domingo (14) as autoridades a atrasar o início da segunda regata da 33ª edição da Copa América. A largada estava marcada para as 10 horas da manhã mas só aconteceu às 16:25, mais de seis horas depois da horário previsto.

A segunda regada tinha um traçado diferente da primeira, como estabeleciam as regras da competição. Hoje, os dois barcos tinham de percorrer um triângulo equilátero de 13 milhas de lado para completar 39 milhas.

de BMW Oracle largou melhor

Antes do início, Alinghi sofreu uma penalidade por estar na zona de pré-largada antes do tempo. Os norte-americanos de BMW Oracle largaram mais rápido, pela esquerda, enquanto Alinghi havia optado pela direita, com atraso. A velocidade de Oracle era de 18 nós, contra 15 para o catamarã suíço.
O trimarã norte-americano, como na primeira regata, rapidamente tinha uma vantagem de 500 metros. No entanto, ao virar uma em uma das boias, Alinghi se recuperou e passou na frente. Pouco depois, o barco suíço saiu pela direita com uma velocidade de 20 nós, com uma vantagem de 400 metros.

Alinghi chegou primeiro na primeira baliza, mas Oracle havia recuperado a distância depois de manobrar com habilidade. Os dois barcos abordaram a segunda lateral do triângulo “voando” a 30 nós. Os norte-americanos marcaram novamente uma vantagem de 500 metros sobre Alinghi, que ainda tinha uma penalização pendente. Faltam agora apenas 9,5 milhas para navegar até a segunda baliza.

Segunda bóia

O BMW Oracle chegava à segunda boia depois de uma hora e 28 minutos de regata. Os norte-americanas pareciam superiores e mantinham a vantagem.

Alinghi começava a terceira parte de 13 milhas com atraso e tinha de ganhar para forçar a terceira regata na melhor de três.

Mas Oracle aumentava a distância, que agora era de 2 km de seu rival, na última parte da regata. Faltavam duas milhas para BMW Oracle cruzar a linha de chegada, enquanto para Alinghi a distância era de 4,6 milhas.
Finalmente os norte-americanos
ganharam a 33ª edição da Copa América. Alinghi chegou cinco minutos e meio depois, com seu patrão Ernesto Bertarelli a bordo.

Triunfo histórico em 2003

O troféu em forma de jarra, de prata, estava na Suíça há sete anos. Em 2003, Alinghi, com pavilhão suíço, derrotou o Defender New Zealand e, pela primeira vez, o troféu veio para a Europa. Quatro anos depois, a equipe suíça defendeu a Copa América em Valência e venceu por 5 a 2 o New Zealand.

Desta vez, depois de uma interminável batalhas nos tribunais nos Estados Unidos, a 33ª edição da mais prestigiosa das regatas foi novamente disputada em Valência em um novo formato: um duelo entre apenas dois barcos, Alinghi e BMW Oracle. Com o resultado, a Copa América volta para os Estados Unidos.

Iván Turmo, swissinfo.ch
(Adaptação: Claudinê Gonçalves)

Alinghi 5

Tipo de barco: Catamarã construído de em carbono composto

Construtor: Estaleiro Decision de Alinghi em Villeneuve, estado de Vaud, oeste da Suíça.

Patrocinador: Sociedade Náutica de Genebra.

Comprimento total: 27 metros

Altura do mástro: 50 metros

Peso em movimento:12.000 kg

Tempo de construção: mais de 100.000 horas

End of insertion

USA 17

Tipo de barco: Trimarã construído de carbono composto

Construtor: Core Builders em Anacortes, Washington.

Patrocinador: Golden Gate Yacht Club

Comprimento total: 30 metros

Altura do mástro: 58 metros

Peso em movimemto: 16.000 kg

Tempo de construção: 150.000 horas

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?