Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Arte e ciência Artistas suíços debatem sobre as mudanças climáticas

As geleiras suíças estão recuando lentamente à medida que as temperaturas da pequena nação alpina aumentam mais rapidamente do que no resto do mundo. Aqui está uma seleção de obras de artistas suíços que tentam se adaptar à crise climática mundial.

A identidade da Suíça, tão intimamente ligada ao seu clima, está mudando à medida que o país se aquece lentamente. Enquanto no passado, eram principalmente cientistas e jornalistas que abordavam essa questão, agora os artistas estão entrando no debate principal.

A cena artística suíça não tardou em se envolver nas discussões sobre o clima. Nos anos 80, o fotógrafo de moda e artista Michel ComteLink externo foi uma figura chave no movimento "arte da mudança climática".  

Em 2019, a ProHelvetia, o órgão de promoção cultural do país, uniu-se ao Instituto Polar Suíço para lançar um projeto piloto, conhecido como PolARTSLink externo, que reúne artistas e cientistas.

Será que as instituições políticas estão mais dispostas a conceder subsídios para os projetos artísticos que se concentrarem na mudança climática? Perguntamos a Philippe Bischof, diretor da ProHelvetia.

"Há exemplos de conselhos ou organizações (como o Arts Council England em colaboração com a Julie’s BicycleLink externo) que se concentram explicitamente em projetos ecológicos e até dão prioridade para eles no processo de concessão de subvenções ou na sua política de prêmios", explicou Philippe Bischof.

"É muito cedo para nós na ProHelvetia dizermos como isso será exatamente definido, mas estamos explorando quais políticas desenvolver. Uma opção seria recompensar projetos que reflitam questões ecológicas, desde que sejam convincentes em sua qualidade e tenham uma pegada ecológica baixa (por exemplo, se os artistas tomarem o trem em vez do avião)."


Principais programas de arte relacionados ao clima na Suíça:

SMArtLink externo: seu programa, que recebe patrocínio federal e privado, tem como objetivo retirar a arte focada no clima das galerias e levá-la para as escolas para educar a próxima geração. Os artistas escolhidos participam de residências de três meses nos cantões Ticino, Uri ou Grisões. 

ALT. +1000Link externo: é um festival de fotografia na Suíça para a "promoção da cultura e do patrimônio das regiões montanhosas", cuja sede está localizada em Le Locle.

3-D FoundationLink externo: A organização sem fins lucrativos é dedicada à criação de arte contemporânea para promover o ambientalismo, educação e cultura.

Todas as obras de arte mostradas são cortesia dos artistas.

Aqui termina o infobox


Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.