Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Astronauta suíço fica sem espaço

A carreira de astronauta está chegando ao fim. (Arquivo Nasa)

Claude Nicollier deveria fazer seu 5° vôo espacial este ano. Ele ia chefiar uma equipe da NASA mas a Agência Espacial Européia (ESA) vetou o nome do suíço.

"Desde que fui selecionado, em 1978, as coisas se politizaram na ESA, Agência Espacial Européia". A constatação é do suíço Claude Nicollier, 57 anos, o austrauta mais experiente da Europa ocidental.

Suíça é membro da ESA

Nicollier deveria participar de sua quinta missão espacial este ano, como chefe de equipe que vai efetuar uma saída no espaço. Ele foi escolhido pela Nasa mas explica, em entrevista ao jornal "Le Matin", de Lausanne, que a ESA preferiu esperar uma outra oportunidade, com outro astronauta europeu.

Nenhum outro astronauta europeu tem a experiência necessária para a missão deste ano, explica Nicollier. A Suíça é membro da ESA que, por sua vez, tem uma vaga por ano nos vôos da Nasa.

Nicollier já participou de 4 missões desde 1992. Tem 46 dias de experiência à bordo das naves "Atlantis", "Endeavour", "Columbia" e "Discovery" e 8 horas fora da nave, como "mecânico" do espaço.

Politização da Esa

O astronauta suíço lembra que, quando foi selecionado, só havia 3 astronautas na Esa: ele, um alemão e um holandês "e não havia pressões políticas".

Hoje, "os grandes países pressionam para que seus astronautas voem", afirma Nicollier. França, Alemanha e Itália reservaram dois terços das 16 vagas européias para os próximos vôos da Nasa.

O suíço reconhece que seu lugar está ameaçado, sem ser excluído. "Estou física e psicológicamente em forma e continuo o treinamento normalmente na Nasa. Se volto a voar, será em 2004 ou 2005", afirma.

Passar a experiência

Reconhece também que "teve uma sorte incrível de constatar como a exploração do espaço enriquece a Humanidade. É de grande valor para a Ciência mas, quem sabe um dia, talvez um meio de sobrevivência".

Nicollier gostaria de transmitir sua experiência e gostaria de trabalhar no futuro Instituto de Tecnologia Espacial, que está sendo criado na Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL).

swissinfo


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×