Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Banco suíço desiste de negócio no Chile

O Banco da Suíça Italiana (BSI) desistiu na última hora de comprar a Planvital, administradora de fundos de pensão. As incertezas ligadas à crise argentina é a causa apontada pelo correspondete de swissinfo no Chile.

Suíços fugiram das incertezas

O negócio havia sido concluído por 23 milhões de dólares mas custaria 20% menos devido a desvalorização posterior do peso chileno, segundo a imprensa chilena. Mesmo assim, o Banco da Suíça Italiana (BSI) desistiu do negócio conforme previa uma das cláusulas do contrato.

Planvital tem cerca de 300 mil clientes, o que corresponde a aproxidamente 3% do mercado chileno, já inteiramente privatizado. A causa extra-oficilamente alegada pelo BSI é a instabilidade regional criada com a crise argentina.

O perigo de uma desvalorização brutal do peso argentino e mesmo uma eventual moratória teria reflexos imprevisíveis nos outros países. Essas incertezas teriam feito capotar o negócio.

Ulrich Achermann, Santiago do Chile


Links

×