Navigation

Aposentadoria não parece mais tão segura

Muitos dos entrevistados consideram a aposentadoria um "problema da sociedade como um todo". Christof Schuerpf / Keystone

O último Barômetro de Preocupações Suíças aponta que, para 45% dos entrevistados, o medo de uma aposentadoria insegura é o maior problema. Para a maioria, o tema do seguro de velhice e sobrevivência (AHV) e a provisão de pensões também deveria ser a prioridade máxima para os políticos tratarem.

Este conteúdo foi publicado em 10. dezembro 2018 - 11:00
SRF

Segundo os autores do estudo, do instituto de pesquisa gfs.bern, a aposentadoria é um "problema da sociedade como um todo". Oitenta e seis por cento dos entrevistados acreditam que todos devem contribuir para garantir sua provisão. Dois terços deles estão satisfeitos com o modelo de três pilares da Suíça (AHV, fundo de pensão, aposentadoria privada). Isso funciona bem e deve ser mantido.

swissinfo.ch

Apoio para um aumento do IVA

Ainda de acordo com a pesquisa, a maioria dos suíços também apóia medidas impopulares para garantir a segurança financeira na velhice: por exemplo, 60% concordariam com um aumento de 1% no imposto de ítens de consumo (IVA). Já 52% apóiam uma idade de aposentadoria mais flexível - mas no caso do aumento da idade de aposentadoria das mulheres para 65 anos, a ideia é apoiada por apenas 48% dos entrevistados.

Após o desemprego e os cuidados de saúde, a migração é a principal preocupação. O tema dos estrangeiros ocupa o terceiro lugar, seguido pelo de refugiados / migração. Este complexo vem ganhando urgência desde 2017, de acordo com o estudo. Em quinto lugar aparece a preocupação com o meio ambiente.

A política ainda interessa

Ao contrário da tendência de que os partidos políticos estão perdendo a confiança, 29% declaram-se estar "muito" interessados ​​em questões políticas e 45% são "razoavelmente" interessados. Os autores do estudo concluem: "Os cidadãos parecem perceber que há grandes questões a serem levantadas e obviamente estão dispostos a trabalhar para resolvê-las".

O desemprego foi a principal preocupação no barômetro por 14 anos, mas no ano passado, a questão da aposentadoria ultrapassou esse tópico por uma estreita margem.

O bom funcionamento da economia no momento está deixando as preocupações sobre o trabalho em segundo plano para muitos. A digitalização progressiva e a robotização do mundo do trabalho não chegam a causar grandes temores no país.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.