Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Berna vira "capital" da Holanda durante a Euro

Festa holandesa na Praça do Palácio Federal, em Berna.

(Keystone)

Cerca de 80 mil torcedores – a maioria holandeses – invadiram a capital da suíça e festejam a vitória da equipe laranja por 3 a 0 sobre a Itália no chamado "grupo da morte" da Euro.

Enquanto Berna vibra, os comerciantes de Zurique reclamam da fraca presença de fãs no primeiro jogo (Romênia 0 x 0 França), que até agora foi o pior do torneio.

Desde o último domingo, laranja é a cor dominante em Berna. Dezenas de milhares de holandeses, que há dias lotam os campings nos arredores, cantam e dançam nas ruas e praças da cidade, movidos a cerveja.

A capital da Suíça vive a maior festa vista até agora na Eurocopa. Estima-se que nesta terça-feira, antes e durante o jogo Holanda contra Itália (3 a 0), 80 mil torcedores encontravam-se no centro histórico da cidade tombado como patrimônio histórico da humanidade.

Isso foi o dobro do público presente diante dos telões instalados em Berna no último sábado (07/06), no jogo de abertura do torneio entre a Suíça e a República Tcheca (0 a 1). Berna, uma cidade pacata de 128 mil habitantes, nunca viu coisa igual em sua história.

Os holandeses não só foram superiores em campo. Também nas ruas e praças eles superaram em muito os italianos, que formam a maior comunidade de estrangeiros no país (287 mil). Embora muitos azzurri tivessem vindo à Berna, eles quase sumiram na massa laranja.

Festa holandesa contagia suíços



Os bernenses estão encantados com a alegria e o entusiasmo dos holandeses. "Isso aqui é imperdível. É uma grande sorte para Berna", disse o prefeito da cidade, Alexander Tschäppät, empolgado meio a 17 mil torcedores postados diante do telão na Praça do Palácio Federal (Bundeshausplatz).

Os holandeses também elogiam os anfitriões. "Os suíços estão de bom humor", disse Marc Zwanaswijk. "E não falta cerveja", acrescentou sorrindo. Depois do jogo no Estádio da Suíça, no bairro Wankdorf, os holandeses voltaram em passeatas ao centro e festejaram até a madrugada desta terça-feira.

Apesar de gostarem de cerveja, até agora eles não causaram tumultos em Berna. As autoridades de segurança acreditam que enquanto a Holanda continuar ganhando em campo, a festa da torcida continuará pacífica nas ruas.

Muitos suíços já foram contagiados pela onda laranja, vestiram camisetas da seleção holandesa e festejaram com os visitantes. "O astral na cidade é simplesmente genial", disse o bernense Patrick Bart.

Zurique decepcionada



Também em Zurique o clima foi tranqüilo depois do jogo entre Romênia e França. Além dos 30 mil no estádio, cerca de 10 mil torcedores assistiram à partida diante do telão instalado na Praça Bellevue.

O empate sem gols entre romenos e franceses decepcionou os torcedores. E os comerciantes de Zurique mostraram-se frustrados com pequeno número de fãs nas ruas da cidade.

"No final da Eurocopa estaremos arruinados", reclamou Patrick Henning, dono de uma confeitaria próxima à fanzone (área do telão). Ele calcula que terá um prejuízo de 20 mil francos.

swissinfo, Geraldo Hoffmann

Holanda 3 x 0 Itália

Com um futebol ofensivo, os holandeses derrotaram os campeões mundiais italianos por 3 a 0 em Berna, nesta segunda-feira (09/06) e lideram o Grupo C da Eurocopa.

Os italianos vieram à Suíça com a intenção de repetir a façanha dos franceses em 1998: ganhar a Eurocopa depois de ter conquistado a Copa do Mundo. Mas levaram uma ducha fria em sua estréia no torneio (veja a reação do torcedores em Milão no vídeo).

O primeiro jogo do chamado „grupo da morte" foi o mais fraco até agora no torneio. A Romênia empatou com a França sem gols.

Na sexta-feira, a Holanda enfrenta a França em Berna.

Aqui termina o infobox

×