Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Câmbio do euro ainda caótico

A situação deve durar algumas semanas - Gráfico: www.europa.eu.int

Na Suíça, o turista pode pagar com euro nos restaurantes e hotéis. Grande número de lojas e até quiosques aceitam a nova moeda européia. Mas há cotações improvisadas e mesmo fantasistas.

Pelo menos em janeiro, ou até que o comércio se familiarize com a moeda européia que entrou em circulação generalizada desde dia primeiro, os turistas podem ter algumas surpresas agradáveis, e muitas desagradáveis, na hora de pagar.

Da generosidade à fantasia

Uma sumária pesquisa jornalística em Genebra - em 3 de janeiro - revela que em relação à moeda suíça, um euro pode valer de 1 franco e20 a 1 franco e 50 centavos.

Migros, a maior cadeia de supermercados da Suíça, mostrava-se generoso, calculando o euro em SF 1.50. Coop, o segundo maior do país, estabeleceu o preço a 1.44. Já Manor, concorrente de menor peso, a 1.44.

O McDonalds genebrino decidiu que 1.40 é suficiente. E um quiosque da estação ferroviária estimou que bastam 1.20. Em outro, um pouco mais distante vigora o câmbio de 1 por 1.35 e o gerente tenta justificar: "é minha taxa pessoal para prestar serviço e cobrir minhas despesas".

E ainda, num terceiro quiosque, a vendedora pratica o câmbio de 1.20 enquanto não chegam "ordens da direção".

A situação não é muito melhor no guichê de câmbio da Estação Ferroviária de Genebra que compra o franco por 1 franco e 42 e o vende por 1.54.

Não é surpresa

Essa margem é inteiramente inabitual para moeda de países industrializados. Deverá ser brevemente corrigido. Na opinião de analistas essa flutuação é normal diante de "tamanha revolução". Consideram indispensável dar tempo ao tempo para que os suíços se familiarizem com a nova moeda.

Mas estimam que variações tão grandes devem desaparecer nas próximas semanas.

Swissinfo e colaboração de Luigino Canale.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×