Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Código genético no combate ao crime

O governo suíço decretou utilização da DNA para lutar contra o crime. Trata-se de projeto piloto por 4 anos antes de legislar sobre a delicada questão. A DNA contém o código genético da pessoa e pode ser prova irrefutável na identificação de culpados.

O governo suíço aprovou a criação de um banco de dados nacional contendo a ficha hereditária de suspeitos de crimes graves. Esse "fichário" deverá funcionar a partir de 1° de julho.

A Suíça segue exemplo de países como a Grã-Bretanha e França que adotaram sistema semelhante. Mas a medida vale somente para certas infrações como assassinato, crime sexual ou contra o patrimônio, participação em organização criminosa ou lavagem de dinheiro.

O jornal Le Temps de Genebra assinala a esse respeito que na França as normas são mais restritivas: "somente autores de delitos sexuais definitivamente condenados podem figurar no fichário".

Geralmente as pessoas que forem fichadas terão direito de ser informadas, a não ser que isso prejudique a investigação.

Resta que o debate está apenas começando no país. Alguns observadores consideram estranha a atitude do governo que evita por enquanto levar a questão ao Parlamento

E se geralmente não se contesta a necessidade de um fichário genético, há muitas questões delicadas a serem resolvidas, a começar pelas condições de supressão dos dados registrados.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.