Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Caça Temporada abre nos Alpes



A caça é legalmente permitida no cantão dos Grisões desde 1526.

A caça é legalmente permitida no cantão dos Grisões desde 1526.

(Keystone)

A temporada de caça é um dos destaques do ano nos cantões suíços montanhosos, como o dos Grisões, no leste do país. Apesar da controvérsia em torno do esporte, há pouco conflito entre caçadores e ambientalistas locais.

Rony Frank acredita que a caça está em seu sangue. "É uma doença. Uma paixão. Um vício. São três semanas no meio da natureza", diz à swissinfo.ch.

Ele e seu irmão Röbi fazem parte de uma família de caçadores do Domleschg, o vale onde corre os primeiros fios de água do rio Reno.

"Todos nós caçamos", diz Röbi. O avô caçava, e Röbi lembra de ter aprendido o ofício e a tradição da caça menino, quando saía para caçar com o pai.

Röbi caça há 20 anos e trabalha como acentador de pisos. A temporada de caça leva quase todas suas férias. Rony, carpinteiro, caça há 21 anos.

Ambos só tem tempo para caçar em setembro, na “alta” temporada, época da caça de cervos e cabritos monteses. A "baixa" temporada é para pequenos mamíferos e aves e acontece em outubro e novembro.

Röbi caça por "recreação, pela caça em si, mas também pela natureza, para ver os animais e observá-los. E, claro, pela carne", que eles comem em casa. Rony diz a swissinfo.ch que pretende passar o prazer da caça para seu filho, que tem 10 anos e já vai caçar com o grupo da família.

Vários interesses

A caça é uma tradição e uma instituição nos Grisões. O direito de caçar no cantão é legalmente reconhecido desde 1526 e a posição oficial das autoridades é que a caça é ecologicamente necessária para que a população de veados, por exemplo, aumente todo ano sem causar um problema ambiental.

Milhares de caçadores estão licenciados para a caça anual de outono. Os titulares das autorizações têm de passar um exame difícil e fazer horas de trabalho de conservação para obter a licença, que deve ser renovada a cada ano.

Herbert Schönhart é outro caçador acíduo. Por profissão, Herbert Schönhart é professor de educação especial. Austríaco por nascimento, ele também caça em reservas de caça na República Checa e na Alemanha. Na Estíria, a região de onde é originário, seu pai também era caçador. A caça é claramente um hobby de família.

"A caça hoje envolve diversos interesses - não só a caça em si, mas a conservação da natureza e também a gestão florestal", diz.

Compreende-se agora que a caça - ou não caçar determinados animais - tem um efeito sobre outros aspectos da natureza. A gestão da vida selvagem tem exigências especiais para o caçador. Schönhart diz que é difícil de se acostumar a atirara em animais fêmeas e jovens, como é necessário em uma caça controlada. "Meu pai sempre atirou só em animais machos".

Rápida e intensa

"Os caçadores dos Grisões costumam ser os mais afoitos. Já que a temporada é muito curta, eles saem para caçar sob qualquer tempo", explica Schönhart.

Como está tão concentrada, há muita emoção na caça, acrescenta. "Conseguir caçar algo dá muita satisfação. É igual a marcar um gol no futebol, ou a sensação que um alpinista sente quando atinge o topo. A gente se sente como em dia de pagamento, quando se diz para si mesmo ‘agora posso alimentar minha família’”.

Pouco antes da caça, Röbi Frank sente uma "alegre esperança - que talvez seja a melhor coisa". Durante a temporada, há a experiência de estar na natureza e o suspense. "Já é bom só observar os animais, é uma experiência única. E um pouco estressante também", acrescenta.

O irmão dele concorda. Pouco antes de ir a caça "você não consegue dormir, seus nervos ficam à flor da pele". "Também há 6.000 caçadores lá fora, por isso a pressão da concorrência é alta. E você sai para atirar. Caso contrário, não haveria nenhum sentido em trazer sua espingarda, você poderia simplesmente trazer uma câmera fotográfica!"

Ele acrescenta: "É verdade que você acaba matando uma criatura viva, mas a vida continua, e isso abre espaço para uma nova vida."

Divergências

Os defensores dos animais, como a Associação Suíça de Proteção dos Animais de Caça, criticam a caça e pedem sua abolição - principalmente por razões morais, alegando que o esporte é desumano.

Eles também alertam para o perigo de ter pessoas disparando com armas ao redor do campo. Eles rejeitam o argumento que a caça seja necessária para controlar o número de animais e apontam que o cantão de Genebra proíbe a caça desde 1974.

Os ambientalistas dos Grisões, por outro lado, não se opõem à caça. Eles trabalham com os caçadores em uma estratégia comum de conservação. Um exemplo é a participação do Grupo de Trabalho de Ornitologia dos Grisões, uma associação de observadores de aves, para ações de preservação das aves de caça.

"Temos, nos Grisões, uma situação especial que, a meu ver, é ideal", diz Christoph Meier, presidente do grupo.

"Alguns de nossos membros são caçadores e nós também trabalhamos em conjunto com o departamento [cantonal] de peixes e animais selvagens. Muitos caçadores já fizeram nossos cursos e se beneficiaram do nosso conhecimento, e eles nos passam regularmente dados sobre suas observações das aves, como aves de rapina e corujas. Eles estão lá todos os dias e são observadores muito bons."

"Por isso não temos nenhum problema com a caça."

Rony Frank é bem ativo na associação local dos caçadores e está ciente da dimensão política do esporte. Ele contesta as críticas contra a caça e diz que aqueles que condenam a caça vivem principalmente nas cidades, embora também haja adversários locais da caça nos Alpes.

O argumento em defesa da caça costumava ser que era necessária para a subsistência. Agora o argumento é o papel desempenhado pelos caçadores na preservação da natureza.

"As pessoas só veem a parte do tiro", diz Frank. "Mas temos que atirar em animais jovens, bem como nos velhos, por razões de preservação, para controlar a população."

Um passatempo popular

Cerca de 6 a 7 mil pessoas, por ano, praticam a caça no cantão dos Grisões. Cerca de 150 são mulheres. Os caçadores são representados por uma associação de caçadores.

A "alta" temporada de caça dura 21 dias em setembro, com as datas fixadas anualmente. Os cervídeos são caçados nesse período.

A "baixa" temporada de caça vai de 1° de outubro a 30 de novembro, envolvendo pequenos animais como marmotas, lebres, e aves de caça como a perdiz.

Se a meta de animais caçados não é atingida, uma temporada extra pode ser aberta no inverno. A ideia por trás da caça em setembro é controlar a população de animais antes do inverno.

A caça é estritamente regulamentada pelos governos cantonais. Há rservas designadas onde a caça não é permitida.

Metas anuais são definidas para cada tipo de caça. A licença para caçar é concedida individualmente.

Há jurisdições que aceitam licenças de fora, mas para caçar nos Grisões é necessário uma licença do cantão.

Aqui termina o infobox


Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque