Navigation

Cai patrão da Swissair

Philippe Bruggisseur sai imediatamente Keystone Archive

Philippe Bruggisser, patrão de Swissair, criticado há meses por alianças com "pequenas empresas", como Air Liberté e Air Littoral e AOM na França, e mesmo Air Portugal, entregou o cargo na terça-feira, 23/01. A decisão, de efeito imediato, não surpreende. A empresa reorienta sua estratégia.

Este conteúdo foi publicado em 23. janeiro 2001 - 11:02

A situação parecia crítica e se previam transtornos na direção da empresa nacional suíça há bastante tempo. Philippe Bruggisser, de forte personalidade, aplicava estratégia que não era de agrado de todos.

A política da Swissair nos últimos anos tem sido de fortalecer sua posição na Europa para compensar o fato de a Suíça estar fora da União Européia. A empresa controla totalmente na França Air Liberté e tem 49% de Air Littoral e AOM.

Em Portugal detém 34% das açoes da TAP-Air Portugal e 42% de Portugalia.

Com o acordo a Swissair procura fortalecer sua posição na Europa. Além de
dispor de 69 por cento do capital da suíça Crossair, controla totalmente na
França Air Liberté e tem 49 por cento de Air Littoral e AOM. ·
·
Em Portugal detém 34 por cento das ações de TAP Air Portugal e 42 por cento de
Portugalia. Na Itália 45 por cento de Air Europa e 34 por cento de Volare. ·
Na Alemanha 49,9 por cento de LTU. Na Polônia, 37 por cento da LOT além de 20
por cento de South African Airways e 10 por cento da Austrian Airlines.·

Swissair já anunciou nova estratégia de aliança, mais voltada para a rentabilidade das atividades aéreas. SairGroup decidiu reduzir possíveis riscos relacionados com participação no setor aéreo e, por enquanto, não prevê aquisição ou participação no capital de outras empresas.

Resta que no momento Swissair está envolvida em complicado plano de saneamento de SABENA, a empresa aérea de que dispõe quase a metade do capital.

A saída de Bruggisser implica mudanças e possíveis transtornos na direção de Swissair. No momento Eric Honegger, presidente do Conselho de Administração, assume as funções do demissionário patrão. E Moritz Suter, atual diretor de Crossair - subsidiária da Swissair - passa a dirigir o conjunto das atividades aéreas (Swissair,Crossair,Balair CTA/Sabena/AMP).

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?