Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Comércio eletrônico continua dando prejuízo

Os suíços ainda hesitam comprar pela Internet, desconfiados com o pagamento eletrônico

(Keystone Archive)

Os suíços são acíduos freqüentares da Internet mas ainda desconfiam do comércio eletrônico. 40% da população está conectada mas apenas um quarto fazem compras na rede. Os estudos continuam prevendo grande potencial de crescimento mas as empresas do ramo continuam no vermelho.

As previsões de crescimento indicam que, em 2005, 6,8% (5,7 bilhões de francos) do total do comércio na Suíça será feito através da Internet. Para 2010, ou faturamento previsto é de 10 bilhões, 11,4% do total.

Pelo prestígio

Por enquanto, a realidade está muito longe das previsões. "As empresas 'on line' devem ter mais um ou dois anos de paciência", calcula Olivier Maslowski, analista do banco Vantobel. Ele considera "saudável" a desconfiança dos suíços quanto à segurança das transações eletrônicas.

As duas maiores redes de supermercados do país, por exemplo, ainda vendem muito pouco via net. A Migros faturou 8 milhões de francos no ano passado mas o serviço só será rentável a partir 60 milhões. A Coop calcula sua rentabilidade on line a partir de 40 a 50 milhões. O faturamento esperado para 2002 é de 5 milhões.

Necessidade de tocar

Algumas linhas de produtos, no entanto, serão mais fáceis de vender que outras. Livros, discos, programas de computador, pacotes de viagens e seguros têm clientela maior na Net. Roupas e relógios, entre outros, são mais difíceis de vender de maneira virtual. Os clientes precisam tocar em certos produtos, segundo especialistas.

swissinfo com agências

×